09/09/09: porque as datas também têm marketing

 

 

 

Desde sempre que a numerologia e, em especial, as capicuas suscitaram o interesse da humanidade. Aqui, como bons curiosos que somos (ossos do ofício), fomos à procura do motivo para tanta agitação em torno desta data, a última que engloba uma repitação de dígitos singulares no presente século,  que apenas se voltará a repetir a 01/01/2101.

 

Teorias da numerologia à parte, o significado varia consoante as culturas. Na China, esta é uma data para celebrar, dado que o número nove está associado à sorte e à fortuna, tendo provocado uma explosão de casamentos, semelhante à ocorrida, no nosso país, em 07/07/07, mas em grande escala.

 

Já no Japão, o número nove  representa dor, pois a pronúncia  (kyuu, ku) é semelhante à palavra sofrimento. Juntamente com o número quatro (shi), palavra homófona do vocábulo morte, assumem o cariz supersticioso equivalente ao ocidental 13, fazendo com que muitos nipónicos recusem permanecer em quartos com estes números sendo, inclusivamente, eliminados de alguns edifícios como os hospitais.

Para quem não acredita em superstições, fica o conselho: aproveitem o final do dia e vão até à sala mais próxima ver o tão aguardado "9",  de Shane Acker.



Vanessa Correia Marques

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:12