Temos um jeitozinho para eleições

Este foi um ano marcado por eleições políticas. Mas, para a LPM, foi um ano também marcado por eleições institucionais. De juízes a farmacêuticos, participámos em meia-dúzia de processos eleitorais de associações e outras entidades da sociedade civil.

Tivémos sorte. Todos os candidatos que apoiámos venceram (os últimos resultados foram agora mesmo conhecidos). E todos venceram por abada, isto é, com resultados esmagadores.

Em alguns casos, tivémos a nosso favor a circunstância de se tratar de candidaturas de continuidade – o que costuma facilitar a vida eleitoral neste tipo de instituições.

No entanto, também contribuímos para as vitórias de dois candidatos “challengers” em eleições especialmente difíceis e, em ambos os casos, obtendo maiorias qualificadas.

Sai mais uma garrafa de champanhe para a mesa do canto…
 


JP

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 07:47