Marcas: Oportunidades em tempo de crise!

A crise não chega a todas as áreas de consumo da mesma forma e há umas que podem ser mais afectadas que outras. Perante um cenário destes, as marcas necessitam conhecer a realidade actual e delinear estratégias de marketing  e comunicação em função da mesma. Vejamos como está o consumo em tempos difíceis:
 

Segundo o Radar Crisis, da GfK Metris, as categorias mais afectadas incluem o consumo energético, combustíveis, gastos com chamadas de telemóvel, roupa/calçado e idas ao restaurante. No entanto, a forma de redução nos gastos não é igual para todas. As idas ao restaurante são a categoria onde uma maior percentagem de portugueses admite cortar totalmente nos custos. O mesmo não se pode dizer em relação aos gastos com chamadas de telemóvel. É para cortar sim, mas com moderação! Quanto à redução no consumo de energia e combustíveis, embora se admita que é necessário, prevalece a ideia de que tal não será possível. Há, depois, outras categorias que estão imunes ao estado actual da economia, por considerarmos essenciais na nossa vida. São elas o consumo de televisão e de Internet. Os bens de primeira necessidade ligados à alimentação e à higiene também ficam à margem da crise. Há produtos, como os cereais de pequeno-almoço e o vinho, que continuarão a marcar lugar na despensa dos portugueses. Quanto à roupa e calçado a opção passa pela compra de marcas mais baratas.

 

E como as empresas também estão a reduzir custos, este Radar da GfK Metris chega na altura certa! A recolha da informação é feita de uma só vez e 70 por cento dos dados são partilhados pelas várias empresas interessadas. Logo, têm preços mais reduzidos! Quem disse que não é possível criar novos produtos para fazer face à crise e continuar atento ao mercado? 

 

Carla Bulhões

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 20:00