Empresas que inovam no negócio da água têm vantagens competitivas

As empresas que apostam na inovação em torno do negócio da água ganham vantagens competitivas sobre a concorrência. A gestão dos recursos hídricos e oceânicos esteve ontem em debate na Conferência da Água, no âmbito do programa Futuro Sustentável, uma iniciativa desenvolvida pelo Banco Espírito Santo em parceria com o Expresso que vai já na 3ª edição. Francisco Mendes Palma, director da Espírito Santo Research, destacou o potencial económico da água. A biodiversidade e a água são um activo, pelo que se deveria discutir a nível europeu uma bolsa de créditos, para estimular consumos mais responsáveis.



Sandra Silva

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:25