Quinta-feira , 30 de Abril DE 2009

O Homem sonha, a obra nasce

Mais de duas mil pessoas assistiram, na passada semana, à inauguração da “nova casa” das modalidades portistas -  o Dragão Caixa. O equipamento tem o traço de Manuel Salgado e situa-se junto ao Estádio do Dragão, projectado também pelo arquitecto.  Trata-se da mais recente casa do andebol, hóquei e basquetebol.

O Dragão Caixa surpreende pela qualidade e aproveitamento do espaço, à primeira vista, quem entra pavilhão sente-se como se estivesse dentro do Estádio. Tem capacidade para 2007 pessoas, foi construído em 19 meses e  assinala o 27º aniversário de presidência de Jorge Nuno Pinto da Costa.


Curiosidades:

 

• Existe um corredor de serviço que liga o Dragão Caixa ao Estádio do Dragão

• A cor dominante é o branco, embora as 2007 cadeiras sejam azuis

• O pavilhão recebe o sistema de aquecimento de água e de electricidade do Estádio

• Tijolo Vale de Gândara:  escolhido para o revestimento interior, por permitir maior qualidade acústica

• Quatro balneários de grandes dimensões permitem a realização de jogos consecutivos

• 9.500 metros cúbicos de betão, 1145 toneladas de aço, 3215 estacas, 10500 lajes 168 portas, e 3000 metros quadrados de painéis de fachada

•  Sistema de iluminação concebido para aproveitamento da luz natural

• 1100 m² de pavimento flutuante de madeiras canadianas




 

Mafalda Barbosa

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 21:00

Conselho de fim-de-semana (prolongado)

A MTV lançou, há tempos, uma campanha com a assinatura “os verdadeiros idiotas são os que conduzem o próprio carro [depois de beber]”, que mostra noctívagos já bem bebidos, filmados por uma câmara oculta, no banco de trás de um táxi londrino.

 

Vem isto a propósito de mais um fim-de-semana. Com ele (para quem tiver essa sorte), lá vêm os planos para jantares e noitadas com os amigos. E quando se bebeu para lá da conta, não é vergonha admitir que o carro deve ficar onde está e se deve deixar a condução para outros (sóbrios). Foi por isso que a AXA criou o Táxi Condução Segura e a Carris o Night Bus. Ambos são um sucesso e uma enorme ajuda para que a noite de milhares de pessoas acabe como deve. Bem.


 



Jorge Fiens

tags: ,
publicado por Lugares Mesmo Comuns às 17:43

Conhecem o D. Carlos?

O D. Carlos é o novo doce típico de Cascais! A receita resultou de um concurso realizado entre alguns alunos finalistas de pastelaria da Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril. O doce, e a aluna vencedora, podem ser conhecidos este fim-de-semana, durante a Festa da Flor, que se realiza até 3 de Maio, na Cidadela de Cascais.


 


Isabel Carriço

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 17:15

Oceanário: um caso sério de sucesso!

Quase a completar 11 anos, o Oceanário de Lisboa tem-se mantido como uma verdadeira lufada de ar fresco no panorama dos equipamentos de entretenimento cultural de Lisboa. Ano após ano, com muitos milhões de visitas contabilizados, o Oceanário é um caso sério de sucesso. Sabe renovar-se, sabe reinventar-se e tem, em consequência de tudo isso, resultados de exploração positivos. É um orgulho e uma ‘love brand’ portuguesa. Agora tem novo site e anuncia que está para breve a sua expansão. Visita obrigatória para quem tem filhos, para quem não tem filhos, para quem é casado, para quem não é.

 

João Belo 

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 17:05

Descubra as diferenças



 

António Carvalho

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 16:47

Sugestão

A ler, hoje, a reportagem do caderno P2 do Público sobre João André, de 85 anos, o aluno mais velho do programa Novas Oportunidades, que ontem recebeu o diploma do 12º ano, em Salvaterra de Magos. Um testemunho recheado de histórias e memórias que nos prova que nunca é tarde para aprender mais.


Sandra Silva

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 12:55

Parabéns Museu do Oriente

É verdade, já passou um ano desde a abertura do Museu do Oriente! Muito trabalho, muitas iniciativas, e sobretudo, muito empenho… Para assinalar a passagem do seu primeiro aniversário, a não perder, uma viagem a Macau, a participação gratuita em actividades, o concerto de Rão Kyao e ainda a inauguração da exposição temporária Viagens no Oriente.
 

Enfim, estão reunidos todos os motivos para uma visita ao Oriente, porque há um ano foi assim!


 

 

 

Isabel Carriço

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 12:07

Empresas que inovam no negócio da água têm vantagens competitivas

As empresas que apostam na inovação em torno do negócio da água ganham vantagens competitivas sobre a concorrência. A gestão dos recursos hídricos e oceânicos esteve ontem em debate na Conferência da Água, no âmbito do programa Futuro Sustentável, uma iniciativa desenvolvida pelo Banco Espírito Santo em parceria com o Expresso que vai já na 3ª edição. Francisco Mendes Palma, director da Espírito Santo Research, destacou o potencial económico da água. A biodiversidade e a água são um activo, pelo que se deveria discutir a nível europeu uma bolsa de créditos, para estimular consumos mais responsáveis.



Sandra Silva

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:25
Quarta-feira , 29 de Abril DE 2009

“Bridges to burn and bridges to cross”

Há dias, no cinema, alguém dizia “A ficção é diferente da realidade. Na ficção, tudo tem de fazer sentido.” Talvez não seja bem assim, mas actualmente a linha que separa os dois lados da moeda é cada vez mais ténue. O cinema é ficção, tudo faz sentido – se não para uns, para outros. No geral, busca-se na película aquilo que não se vive. Na ficção, vestimo-nos com novas caras e personalidades, podemos (normalmente) escolher como viver uma determinada história, que nunca é exactamente a nossa. Podemos escolher, no aqui e no agora.


Nesse mesmo dia, no mesmo filme, alguém disse “there’s a time when you have to choose which bridges to burn and which to cross”. Tough choice, diria, mas nem tanto. Como todos os dias, cada escolha significa um ou outro laço quebrado, ligações expiradas. A escolha está iminente.


Também numa estratégia de comunicação há pontes que escolhemos seguir e outras que ficam por atravessar. Por não ser o momento certo, por não ser o caminho certo, por não termos do outro lado o que realmente ambicionamos. Todos os elementos são determinantes para tomar uma decisão. Apenas com a diferença de que em comunicação a margem de erro assume novas proporções, não há espaço para a dúvida, no loose ends.
 

 

Ana Maria Silva

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:41

Mesmo depois de Aljubarrota

 

 

Un inquilino ibérico en la Casa Blanca

 

Gostamos, especialmente, das seguintes considerações:


- “De hecho, García está convencido de que si los Obama conocieran las diferencias entre el perro de agua portugués y el español "habrían elegido el español" como mascota”.
-
- “La familia Obama ha elegido un perro de agua portugués porque, al igual que el español, no suelta pelo y es perfecto para personas alérgicas”.


Venha de lá o Mundial 2018!

 

Nuno Maia

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:05
Como contratar uma Agência de Comunicação

arquivo

subscrever feeds

tags

Contactos

LPMCOM

Lugares Mesmo Sociais

Facebook Lugares Mesmo Comuns Twitter Lugares Mesmo Comuns
 
Youtube Lugares Mesmo Comuns Flickr Lugares Mesmo Comuns