Segunda-feira , 30 de Agosto DE 2010

O nome diz tudo

 


O próximo dia 15 de Setembro pode ser o dia em que o reinado do Facebook começa a ser ameaçado. Há uns meses, o Facebook procedeu a alterações nas suas definições de privacidade e isso serviu de pretexto a um grupo de quatro insatisfeitos amigos para se lançar na construção de uma rede paralela – Diáspora. O objectivo, claro está, é fazer jus ao nome.

 

Na passada sexta-feira, deu-se o anúncio oficial do lançamento da rede. A equipa criadora afirma que “a Diáspora está a funcionar, gostamos dela e vamos abri-la a todos a 15 de Setembro”. A equipa gaba-se que a sua rede é personally-controlled. Para já, há um sinal muito claro de que a rede tem futuro – Mark Zuckerberg, criador do Facebook, investiu no futuro rival...

 

 Francisco Reis

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 11:55
Sexta-feira , 27 de Agosto DE 2010

Povo – alvo em movimento

 

 

“Palavra revolucionária, radical, conservadora e reaccionária, segundo o seu uso e apropriação foi bendita e maldita, sacralizada e profanada, desejada e temida, afirmada e negada, defendida e traída. Palavra que gera amores e ódios, juras e perjúrios, guerras e concórdias, discórdias e alianças, heroísmos e martírios. (…) Das palavras humanas, esta é uma das mais sonhadas, das mais caladas, das mais gritadas.”

E porque é sexta-feira, aqui fica uma sugestão de fim-de-semana: a exposição POVO, patente no Museu da Electricidade. Retrospectiva histórica, tratado político e sociológico, ou antologia artística são algumas das leituras possíveis. Eu gostei de a ver como ensaio sobre a Comunicação. Sobre como o conceito de ‘povo’ tem sido apropriado e mediatizado.

Faz sentido perguntar como uma palavra com um poder mobilizador tão grande está hoje tão fora de moda. Será que ainda a vamos ver ressurgir e suplantar o politicamente correcto ‘sociedade civil’?   

 


Joana Machado

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 14:49
Segunda-feira , 23 de Agosto DE 2010

É que estão mesmo a pedi-las

A legislação brasileira restringe o humor relativamente aos candidatos políticos, punindo a sua ridicularização na rádio e TV. A lei é de 1997 e tem merecido uma forte contestação por parte dos profissionais do sector. Olhando para este vídeo, percebe-se porquê. É que o potencial desperdiçado é de ir às lágrimas...

 

 





 Sandra Silva

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 13:31
Sexta-feira , 20 de Agosto DE 2010

Local do crime vira atracção turística em Wall Street

Uma boa ideia de Annaline Dinkelmann que, em 2006, deixou a Morgan Stanley para abrir o seu próprio negócio e, depois de se especializar em história financeira, criar uma empresa de passeios turísticos por Wall Street. Até aqui, tudo normal.  Verdadeiramente interessante foi a promoção, em Abril do ano passado, - e na sequência do colapso provocado pela fraude piramidal de Bernard Madoff - de um novo roteiro: "Wall Street Scandals", segundo a edição de hoje do Jornal de Negócios.

 

O passeio, uma viagem aos mais emblemáticos locais da história dos escândalos financeiros dos EUA, tirou proveito de um contexto novo e de uma nova apetência do público. É que o caso Madoff gerou ainda mais curiosidade, junto de quem visita a cidade, sobre esta temática. Dinkelmann identificou a oportunidade  e apresentou uma solução feita à medida. Efectivamente, a desgraça de uns é a inspiração de outros.


 
Sandra Silva

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 11:19
Quinta-feira , 19 de Agosto DE 2010

Energia criativa

 

Não, eles não estão a lavar janelas. Trata-se de uma iniciativa da empresa de energia norte-americana Reliant Energy, onde podemos ver um grupo de dançarinos a dançar na vertical num edifício na cidade de Dallas.
Os artistas chamam-se “Project Bandaloop” e já deram um pezinho de dança na Torre Eiffel e num penhasco no Parque Nacional de Yosemite. A acção promove o programa “cap-and-save”, que pretende alertar os consumidores para a poupança energética.
Uma brilhante forma de captar a atenção de quem passa e de “espalhar a mensagem”.

 

Marcelo Buinho

 

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 16:06
Terça-feira , 17 de Agosto DE 2010

Eis uma nova realidade: droga virtual

 

 

É bastante comum, e merecido, usar o conceito de vício quando se fala de internet em geral, e redes sociais em particular. O uso do conceito tem passado a ser bem mais literal à medida que se uma nova realidade vai ganhando espaço: as e-drugs. Estas drogas virtuais, difundidas nas redes sociais,  consistem em “doses” de zumbidos que duram entre 15 e 30 minutos e custam entre 7 e 150 euros.
“As e-drugs são baseadas em batidas binárias, um fenómeno neurológico que consiste em emitir sons diferentes em cada ouvido e que estimula o cérebro, produzindo sensações de euforia, estados de transe ou de relaxamento, assegura quem as consome” escreve a Lusa.
De facto, a Era das Redes permite-nos ter tudo, sem desviar os olhos do computador. Até as coisas más.

 

Francisco Reis

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 11:07
Segunda-feira , 16 de Agosto DE 2010

Um parasita chamado ideia

 




"What's the most resilient parasite? An Idea. A single idea from the human mind can build cities. An idea can transform the world and rewrite all the rules."

 

A propósito do novo filme de Christopher Nolan, uma citação que nos faz pensar na força que tem uma ideia – simples, pouco artificiosa, que se implanta nas profundezas do nosso subconsciente, sedimentando-se, ganhando cada vez maior preponderância naquilo que fazemos e somos.

 

É inevitável transpormos o princípio para o trabalho que desenvolvemos diariamente para os nossos clientes ao nível da indução de comportamentos (de consumo, hábitos e outros) e criação de percepções positivas e good will  junto dos vários públicos. O segredo do sucesso da implantação de uma ideia, pelo menos no filme, reside na procura de contextos familiares e próximos, em incrementadores de confiança, no papel activo de quem queremos influenciar (a a ideia não pode ser imposta, tem de ser plantada), na simplificação e desconstrução do discurso.  

 

Não vos faz lembrar nada?

 

 

 Sandra Silva

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 17:11
Sexta-feira , 13 de Agosto DE 2010

À sombra da bananeira

 

Corria o ano de 1999 quando o jovem M. Night Shyamalan conquistou o Mundo, apresentando O Sexto Sentido, nomeado para seis Óscares.
A partir daí, a sua carreira tem sido sempre a descer. A Vila, A Senhora da Água ou O Acontecimento desiludiram o público e a crítica mesmo havendo, pelo meio, um interessante Sinais. Acaba de estrear entre nós o seu mais recente filme: The Last Airbender.  Inspirado numa série de enorme sucesso, The Last Airbender é um filme de fantasia com pequenos praticantes de artes marciais e um mundo algo estranho, ao jeito de um Dragon Ball. A crítica não perdoa Shyamalan e os mimos vão de “um verdadeiro filme-catastrofe”( Le Figaro) até “a melhor forma de ver o filme é de olhos fechados” (NY Times). Parece que Shyamalan deixou de fazer filmes para nós e começou a faze-los só para ele.
Não viver da glória passada, no cinema e em todas as áreas, é essencial.

 

Francisco Reis

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 14:48
Quinta-feira , 12 de Agosto DE 2010

Novo botão para o passarinho azul

 

O segredos das redes é o lançamento frequente de novidades. Assim sendo, o Twitter vai lançar esta semana, um novo comando – Tweet Button.   Permite partilhar conteúdos e saber quantas vezes um tweet foi reproduzido ou retweetado. Segundo o site Mashable o botão deve estar disponível já hoje.

 

Francisco Reis

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 17:10

Juventude



A afirmação “já não tenho idade para isso” é frequente nos diálogos dos portugueses. Oiço isto no café, no metro, no supermercado, nas escadas do prédio… E fico a pensar se realmente existe um limite de idade para fazermos aquilo que nos apetece fazer. A resposta é não.
O Dia Mundial da Juventude é hoje e é falado em todos os Media, portanto faço um apelo: Chega de lamentações.
Comunicar com os outros é importante, mas comunicar com a vida é essencial. Se não tem feito isso ultimamente, aproveite o dia de hoje para começar.

Marcelo Buinho

tags:
publicado por Lugares Mesmo Comuns às 13:04
Como contratar uma Agência de Comunicação

arquivo

subscrever feeds

tags

Contactos

LPMCOM

Lugares Mesmo Sociais

Facebook Lugares Mesmo Comuns Twitter Lugares Mesmo Comuns
 
Youtube Lugares Mesmo Comuns Flickr Lugares Mesmo Comuns