Luís Paixão Martins @ Conferência Anual da APAN:

 

 

 

"Temos que gerar ideias criativas, sabendo que, no dia seguinte, já terão tomado outra forma. Já não criamos peças finais. O nosso trabalho é o de avaliar e criar ignições para que outros comuniquem por nós."

 

"Já não faz sentido falar de imagem de marca. Interessa cada vez mais o corpo da marca. Querem-se marcas com textura, até, talvez, com alguma imperfeição. As marcas devem deixar-se desenhar por todos aqueles que procuram contribuir."

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 11:11