Mural-a-Mural

Correu hoje pelo Facebook o apelo à participação numa homenagem, marcada para as 22h no Saldanha, a uma das figuras mais emblemáticas de Lisboa. Muitos dos que, ao longo dos anos, se habituaram ao aceno simpático do Senhor do Adeus naquele mesmo local, replicaram a convocatória no respectivo mural, numa espécie de boca-a-boca dos tempos modernos.

 

Não sei como vai ser a concentração de logo - sou uma descrente na força de mobilização dos portugueses - mas, nas redes sociais, assistiu-se hoje a um movimento sentido de pesar e consideração por aquele senhor de cabelo branco e óculos de massa escura, a quem todos disseram adeus, pelo menos uma vez, e que ontem se despediu para sempre.

 

 

Sandra Silva 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 19:14