Entretenimento fulcral na felicidade dos portugueses

Segundo um estudo GfK Metris divulgado esta semana no Briefing, os tempos livres são cada vez mais preciosos para manter o equilíbrio face às exigências do dia-a-dia, nos quais se está com quem se gosta, se faz o que gosta e se quebra a rotina. A felicidade é sentida de forma diferente pelas diferentes gerações da nossa sociedade, mas comum a todas é o facto de o lazer, entretenimento e divertimento serem encarados como passaportes para a felicidade. No actual contexto que atravessamos, a busca pelo entretenimento assumiu-se como uma prioridade sendo por isso importante a atenção das marcas a este comportamento para adequar a sua oferta de produtos e serviços a esta tendência. Apesar da diminuição generalizada do consumo, quando se fala de entretenimento há um reverso: embora reduzam o consumo, não é de forma tão drástica como na alimentação e vestuário.

 
Catarina Carneiro

tags: ,
publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:40