De vendedoras a informadoras

O Diário Económico publica hoje um artigo sobre as mega tendências do comportamento do consumidor para 2011 e 2012. Desenvolvido pela Science of Time, o estudo observou comportamentos e concluiu que, nos próximos tempos, raiva, desconfiança e cepticismo serão os sentimentos dominantes.

 

Por outro lado, a crise fez com que os consumidores ficassem muito mais exigentes: quer-se das marcas garantias e um mundo melhor, mais sustentável.

 

O consumidor on line é outra grande tendência, o que obriga à necessidade de gerir conteúdos nas redes sociais, com estratégia própria e bem alicerçada, assim como a transparência e a necessidade das marcas passarem de vendedoras a informadoras. 

 

 

"As empresas agora têm de rever as estratégias de comunicação e estar mais atentas a todos os elementos que não só a comunicação comercial", afirma Manuela Botelho, secretária-geral da APAN.

 

Onde a publicidade perde perde terreno e capital de confiança, as Relações Públicas encontram terrítório para crescer, não vos parece?




Sandra Silva 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:47