Empresas “cool” têm mais sucesso

Becool

 

Quem o diz é Carl Rohde, fundador da agência de tendências “Science of Time”, em entrevista hoje ao Diário Económico. A agência funciona como um ranking das coisas mais “cool” do mundo. A lista é actualizada todos os meses e elaborada a partir da avaliação de um painel de “cool hunters”, a maioria jovens e estudantes, que dão conta de tudo o que é atractivo, inspirador e com potencial. A partir daí, são traçadas tendências e mentalidades, o que pode ser determinante para o sucesso de marcas e empresas no momento de planear estratégias.
Rohde considera que o mercado de marketing é ainda muito conservador e demasiado virado para a televisão. Internet e blogosfera ainda são pouco aproveitadas, num enorme desperdício de oportunidades.

 

Sandra Silva

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 16:52