Sexta-feira , 03 de Julho DE 2009

Queres contribuir para um Portugal mais bonito?

 

É tempo de fazer Portugal mais bonito. Por isso, a Coca-Cola Light vai organizar uma grande recolha de objectos pouco bonitos como meias brancas, naperons, bibelots, quadros do menino da lágrima, fitas do Senhor do Bonfim, etc. Mais tarde estes objectos vão ser recriados por designers e vão estar em exposição na Experimenta Design Lisboa 2009.


E o mais giro disto tudo é que todos podemos participar! Já pensaram na quantidade de coisas que têm lá por casa que davam uma bela obra de arte? Dirijam-se já a um dos Pontos de Troca Coca-Cola Light espalhados por Lisboa e tragam a coisa menos bonita que encontrarem em casa. Tudo é válido. Em troca, recebem um voucher que vale uma das três novas latas Edição Limitada de Coca-Cola Light, desenhadas pelos melhores designers nacionais.


Participem! E descubram o lado Coca-Cola Light das vossas vidas. Porque num país mais bonito, todos nos sentimos melhor.



 

Rita Neves

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 15:46

Indicadores que produzem efeito

 

 

 

No dia de hoje o mais comum é ouvir e ler sobre o facto que levou à saída do Ministro da Economia. Sendo assim tão comum, não pode o Lugares Mesmo Comuns deixar de analisar, com total defeito profissional, os títulos nos jornais.

 

E o prémio vai para o Jornal de Negócios com o “Indicadores tramam Pinho” na capa. E não satisfeitos ainda destacam na pag.4 “Manuel Pinho acaba antes da crise”.

 

No que diz respeito a criatividade, confessamos a nossa inveja! E arriscamos a lançar os parabéns a João Cândido da Silva.

 

Rodrigo Saraiva

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 12:03

Ouvido no elevador

 

 

"Um destes dias, temos de passar a escrito o contrato de permuta de promoção entre o Dr. Pacheco Pereira e a LPM".

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 01:00
Quinta-feira , 02 de Julho DE 2009

Mérida sobe o pano com ópera flamenca

 

Num tempo ainda a.C., a mais de milénio e meio da primeira pancada de Molière, já o teatro (co)movia no anfiteatro de Mérida – a Emerita Augusta, capital da Lusitânia, a dias de carroça de Olisipo, hoje Lisboa. A “Fedra” de Eurípedes voltou ontem à noite a um cenário que é História, como primeira peça em cartaz na 55.ª Edição do Festival de Teatro Clássico da cidade. Uma vez mais com o apoio da Junta de Extremadura, uma vez mais com direcção de Francisco Suárez. Decorre este ano até 30 de Agosto.


O mito é universal, mas com estuque de modernidade: “Fedra” (dançada por Lola Greco), na ausência do marido Teseo, e na dúvida sobre se este ainda vive, lança o isco ao enteado formoso e casto, diz-se. Enquanto vagueiam pela noite, madrasta e enteado encontram-se na música afogueada do compositor de flamenco Enrique Morente. O que se segue é… a tragédia, em qualquer época.


É o uso inteligente de um espaço de características singulares para gerar Cultura. Em alternativa à carroça, está a menos de três horas de carro de Lisboa, menos de duas de Évora e menos de uma de Badajoz.



Cristina Silva Bastos

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 12:24
Quarta-feira , 01 de Julho DE 2009

Ouvido no elevador

 

 

"Ele tem em comum com o Ronaldo ganhar a vida a dar pontapés. Mas, em vez de acertar na bola, acerta nos colegas de ofício". 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 12:57

Estas chuteiras são do Cristiano Ronaldo


 

E foram doadas pelo melhor jogador do mundo para o leilão de angariação de fundos da APCL - Associação Portuguesa Contra a Leucemia. Curiosidade? São as chuteiras com que disputou a final da Liga dos Campeões Europeus, o último jogo em que vestiu a camisola do Manchester United. A base de licitação é de 1.500 euros e as receitas revertem totalmente para esta causa e a luta contra a leucemia. E, sim, são da Nike... 

  

Teresa Nunes

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:09

arquivo

subscrever feeds

tags