Fernando Lopes premiado em Badajoz

O realizador português Fernando Lopes, autor de obras como “Belarmino” e “Delfim” venceu o prémio de melhor actor pelo seu papel desempenhado na curta-metragem “A Felicidade”, de Jorge Silva Melo, que concorreu no 15º Festival Ibérico de Cinema de Badajoz.
Neste filme de oito minutos, Fernando Lopes representa o papel de um homem de 70 anos, que, no leito da sua morte, tem a última conversa com o seu filho, com pouco mais de 20 anos, ao som de música clássica.
O Festival Ibérico de Cinema de Badajoz, um dos mais importantes da Península Ibérica e especializado em curtas-metragens, tem procurado estabelecer laços entre Portugal e Espanha através da arte cinematográfica. Este ano o certame contou com 160 candidaturas, das quais apenas 23 foram seleccionadas para concurso, alguns deles portugueses.

 


António Carvalho

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 17:02