Portugal tem uma nova capital, e os apaixonados também

Sintra é a Capital do Romantismo. Foi este o conceito para a promoção turística do concelho de Sintra que ontem foi apresentado na Quinta da Regaleira.
 

Com a presença do presidente da Câmara de Sintra, Rogério Samora, Pedro Granger e Raquel Loureiro falaram dos sentimentos românticos que a bela vila de Sintra lhes inspira. Falou-se de Byron, de Eça, de Strauss, de Garrett, de Hans Christian Andersen e de tantos mais que se fascinaram com a beleza de Sintra.
 

Ontem corporizou-se um espírito que sempre foi de Sintra. Um espírito místico, mágico... partilhou-se com o mundo o refúgio das ninfas. E se Sintra marcou tantos artistas que eternizaram a sua magia nas suas obras, vai com certeza marcar todos aqueles que a visitem.

A todos os apaixonados – por alguém, por algo, pela vida! – venham conhecer o universo paralelo, que só conhecemos dos sonhos, que é Sintra: Capital do Romantismo.

 

 

 

 P.S. – Ontem mostrou-se também ao mundo o nosso colega António Carvalho, que muito gentilmente cedeu a sua imagem para a abertura do site da Capital do Romantismo! Mostrou-se ao mundo que as dores de pés por percorrer quilómetros na Regaleira valem a pena, mas ainda não ficou provado que os fantasmas não existem…

Parabéns equipa e a todos os que contribuíram para o sucesso deste evento.

 

Carla Pires

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:02