Quinta-feira , 23 de Julho DE 2009

Não se esqueçam! Jacinta canta hoje "Songs of Freedom"

O concerto começa às 20 horas, no espaço BES Arte&Finança, no Marquês de Pombal, em Lisboa, e tem entrada gratuita.

 

O programa musical inclui célebres temas dos anos 60, 70 e 80 - de Ray Charles a Stevie Wonder passando por James Brown, Nina Simone, Bob Marley, Prince, The Beatles e U2.

 

Os arranjos são da própria Jacinta, que será acompanhada do saxofone barítono e tenor de Paulo Gravato e do piano de Pedro Costa.

 

Duas horas com a mais importante cantora portuguesa de jazz da actualidade! E de borla!! A não perder!


 

Sandra Silva

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 15:06
Sexta-feira , 17 de Julho DE 2009

Portugal tem uma nova capital, e os apaixonados também

Sintra é a Capital do Romantismo. Foi este o conceito para a promoção turística do concelho de Sintra que ontem foi apresentado na Quinta da Regaleira.
 

Com a presença do presidente da Câmara de Sintra, Rogério Samora, Pedro Granger e Raquel Loureiro falaram dos sentimentos românticos que a bela vila de Sintra lhes inspira. Falou-se de Byron, de Eça, de Strauss, de Garrett, de Hans Christian Andersen e de tantos mais que se fascinaram com a beleza de Sintra.
 

Ontem corporizou-se um espírito que sempre foi de Sintra. Um espírito místico, mágico... partilhou-se com o mundo o refúgio das ninfas. E se Sintra marcou tantos artistas que eternizaram a sua magia nas suas obras, vai com certeza marcar todos aqueles que a visitem.

A todos os apaixonados – por alguém, por algo, pela vida! – venham conhecer o universo paralelo, que só conhecemos dos sonhos, que é Sintra: Capital do Romantismo.

 

 

 

 P.S. – Ontem mostrou-se também ao mundo o nosso colega António Carvalho, que muito gentilmente cedeu a sua imagem para a abertura do site da Capital do Romantismo! Mostrou-se ao mundo que as dores de pés por percorrer quilómetros na Regaleira valem a pena, mas ainda não ficou provado que os fantasmas não existem…

Parabéns equipa e a todos os que contribuíram para o sucesso deste evento.

 

Carla Pires

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:02
Quinta-feira , 16 de Julho DE 2009

Camões e a simplicidade do nosso estilo criativo



 

"Walking barefoot through the grass,
Leonor goes to the spring.
Looking fair, not safe, she goes".

 

As palavras são as mesmas. Os significados perdem-se na tradução para inglês. Lido numa língua estranha, o poema de Luís de Camões é claro e conciso – significa tão só que que Leonor vai descalça, a pisar a erva, até à fonte; e que vai sem parecer segura e com boa aparência.

Mas em português, bem sabemos que o poema representa muito mais do que isso. Aparte o conteúdo literário próprio da poesia, o nosso estilo escrito usa a função referencial, informativa, centrada no receptor, combinada com a função conotativa. O recurso à função poética circunscreve-se à forma. A função emotiva, centrada no emissor, é reduzida (senão banida).
 

São, em suma, os três Cês + 1 do Livro de Estilo da LPM:

 

• Clareza, frases curtas, de fácil compreensão, apelativas, mas que não suprimem pormenores da informação.
• Correcção, com informação concreta e correcta, que elucida os factos comunicados.
• Credibilidade, com dados verificados.
• Concisa, ideias escritas de forma ordenada, com o menor número de palavras e em frases curtas.
 

Ao contrário do estilo camoniano, estas regras excluem os adjectivos valorativos (portanto, no caso, saem o “formosa” e o “não segura”). Mais, aqui.

 

 Pedro Rodrigues

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 15:47
Quarta-feira , 15 de Julho DE 2009

“Times change, desires change”

Porque a cultura e a leitura devem ser sempre cultivadas, a Fundação Luso-Americana contribuiu para o lançamento do livro «Sonnets and Other Poems», uma tradução de poemas e sonetos de Camões, assinada por Richard Zenith.

Para além do orgulho que Luís de Camões nos traz sempre, o livro dá-nos a oportunidade de saborear o prazer de uma escrita absolutamente única na nossa língua mãe, a tão famosa “língua de Camões”, e, paralelamente, de poder desfrutar de uma versão em inglês – traduzida pelo sentido e pelas mensagens do poeta, mais do que pelo significado primeiro das palavras.

Brilhantemente construída, e com certeza um deleite para os leitores mais atentos, a selecção de sonetos e poemas apresentados compõem esta versão bilingue que nos proporciona uma nova experiência por entre a lírica camoniana.

Para nós, fica mais uma marca de um poeta único e incomparável, que continua a assinalar presença na sociedade portuguesa e que, agora, volta a levar a herança camoniana até à comunidade estrangeira.
 

“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.”


Luís de Camões



Ana Maria Silva

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 16:46
Terça-feira , 30 de Junho DE 2009

Hoje o mundo perdeu outra grande comunicadora...

... e ficou menos belo. 

 



Maria Luís

 

 PS: Sobre Pina Bausch, a nota de António Mega Ferreira no Público

 

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 16:05
Quinta-feira , 25 de Junho DE 2009

Allgarve e BESart unem Forças para mostrar cultura

Desta vez o destino é Portimão. Mais uma viagem pelo Allgarve cultural para ver com que Forças a arte chega a sul.

 

Concebida a partir da selecção de obras exclusivamente provenientes da colecção de fotografia BESart, Forças é uma exposição colectiva que pretende traduzir em sensações a força do Homem, da Natureza, do Bem e do Mal.

 

Esta é a primeira vez que a colecção é apresentada ao público fora de Lisboa. São 22 artistas nacionais e internacionais que revelam em imagens a regeneração após a destruição, a vida e a morte, o amor e o ódio, a luz e a sombra.


No Museu de Portimão e na Galeria do Teatro Tempo estão patentes as duas partes complementares de Forças – num espaço, a representação das forças geradoras, destrutivas e transformadoras; no outro, o espelho da performatividade e das forças dicotómicas.


Até 30 de Agosto, Allgarve e BESart unem Forças para mostrar cultura a quem visite esta cidade do barlavento algarvio.

 

Raquel Isidro 
 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:57
Quarta-feira , 24 de Junho DE 2009

Premiar inovação e criatividade


  

A Unicer e a Fundação de Serralves entregaram o primeiro Prémio Nacional de Indústrias Criativas aos projectos Hard Club, na área de animação cultural, e Cut Furniture, na área do design. Dada a qualidade dos projectos apresentados, o Júri do Concurso decidiu entregar o prémio de 25.000 € a dois projectos - e não apenas a um. Os vencedores da primeira edição do Prémio foram escolhidos de entre um grupo de dez projectos finalistas.

 

Parabéns aos vencedores!
  

Isabel Carriço

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 17:38
Terça-feira , 23 de Junho DE 2009

Uma mina culturALL

O cenário é peculiar. Mais de 200 metros abaixo do nível do mar, as minas de sal-gema de Loulé, recebem “Timeless Territories” - uma exposição, inserida no programa Allgarve, que, numa viagem a uma atmosfera singular, leva a cultura ao centro da terra. Lá em baixo não se vê raio de luz, mas esta aposta “Tão brilhante como o Sol” promete ser uma experiência única.


Nesta mostra exibem-se obras de autores estrangeiros e de um português, Vasco Araújo. As comissárias María de Coral e Lorena M. de Corral, apresentam obras que pretendem sublinhar as qualidades do espaço – a calma, a profundidade, o silêncio.


Esta é uma pitada de sal num programa de arte contemporânea que leva a todo o Algarve cerca de 160 obras de mais de 90 artistas. O Art Algarve, pelas mãos da sua coordenadora-geral Guta Moura Guedes, chegou à região no passado fim-de-semana.
 

Agora é rumar a sul… e descer até esta mina tão culturALL.
 

(E desta vez hei-de lá ir e sem ser através dos meus alertas!)


Raquel Isidro

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:48
Sábado , 13 de Junho DE 2009

Açores abrem desfile na Avenida da Liberdade

 

A Marcha Oficial das Festas Sanjoaninas, dos Açores, foi convidada especial para a abertura do desfile das Marchas Populares de Lisboa, na Avenida da Liberdade, na noite de ontem.

 

A participação especial da região autónoma surgiu na sequência da parceria de intercâmbio cultural, de promoção e divulgação da cultura portuguesa com a EGEAC (Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural), da Câmara Municipal de Lisboa, e a Direcção Regional de Turismo dos Açores.

 

A marcha oficial das Festas Sanjoaninas, composta por sessenta elementos, tem como tema o Sol, com trajes e coreografias alusivos.

 

Na ilha Terceira, na cidade de Angra do Heroísmo, as Festas Sanjoaninas, dedicadas este ano ao Sol, decorrem de 19 a 28 de Junho. Esta é uma das festas mais características da cultura dos Açores e uma das que mais turistas e curiosos trazem ao arquipélago.

 



Tiago Cardoso

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 08:35
Quinta-feira , 30 de Abril DE 2009

Oceanário: um caso sério de sucesso!

Quase a completar 11 anos, o Oceanário de Lisboa tem-se mantido como uma verdadeira lufada de ar fresco no panorama dos equipamentos de entretenimento cultural de Lisboa. Ano após ano, com muitos milhões de visitas contabilizados, o Oceanário é um caso sério de sucesso. Sabe renovar-se, sabe reinventar-se e tem, em consequência de tudo isso, resultados de exploração positivos. É um orgulho e uma ‘love brand’ portuguesa. Agora tem novo site e anuncia que está para breve a sua expansão. Visita obrigatória para quem tem filhos, para quem não tem filhos, para quem é casado, para quem não é.

 

João Belo 

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 17:05

arquivo

subscrever feeds

tags