Quem ainda não descobriu o porquê das iluminações na Rua do Ouro?

Recordam-se de termos perguntado porque estava a Rua do Ouro a ser iluminada quando o Natal ainda não chegou e as Festas de Lisboa já acabaram? Pois bem, o “grande responsável” é Carmelo Giammello! Este brilhante cenógrafo criou um “planetário”, em plena Rua do Ouro, com 33 constelações compostas por 11.550 lâmpadas, mais de 23 mil metros de cabos eléctricos, 330 caixilhos de alumínio e 561 metros de tubos fluorescentes.

 

São 2970m2 de céu estrelado que caracterizam o “Planetário de Giammello”,  uma das múltiplas iniciativas do Festival dos Oceanos que este ano celebra o Ano Internacional da Astronomia. 

 

Esta obra pertence ao Festival LUCI d’Artista, onde foi apresentada pela primeira vez em 1998, e está dependente de uma solicitação oficial entre o Turismo de Lisboa e a Câmara de Turim – Itália.

 

Ao contrário do que Rui Veloso diz… Há estrelas no céu!




 


Carla Bulhões

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:52