Segunda-feira , 23 de Novembro DE 2009

Casa de visita obrigatória



Grande parte dos visitantes do Oceanário de Lisboa certamente já perguntou onde mora o Vasco, a mascote. Agora a resposta é fácil, pois acaba de ser aberta “A Casa do Vasco”, a nova exposição do Oceanário, para as crianças e jovens, a que os pais não vão ficar indiferentes.

Quem gostar de tocar, experimentar e mexer vai ter uma visita de encher as medidas. Para além de tudo o que há para ver aqui, o “must” é mesmo o Centro de Controlo dos Oceanos, onde os mais pequenos e os não-tanto-assim, ou mesmo-nada, podem manobrar uma câmara apontada para o Tanque Central e escolher seguir o animal marinho que quiserem.

Ó Vasco, viste por aí o peixe-lua?



Jorge Fiens

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:22
Terça-feira , 29 de Setembro DE 2009

Obrigado-Arigato




 

Mirrorcities é o nome da exposição que vai estar patente de 2 de Outubro a 1 de Novembro, no Museu do Oriente, com entrada gratuita.


O conceito é muito simples: duas amigas, com uma paixão comum pela Fotografia, em duas cidades – Lisboa e Tóquio – e um tema diário para cada uma, durante 150 dias. O resultado foi a associação de duas fotografias, numa imagem dupla, que eram diariamente inseridas num blogue, criado para o efeito.


Um exposição a não perder para aqueles que apreciam contrastes…


Isabel Carriço

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 13:00
Quarta-feira , 15 de Julho DE 2009

Quem não se lembra da Expo'98?



 

Onze anos depois, a exposição é unanimemente apontada como um  marco na organização de eventos de grande dimensão em Portugal. Para trás ficaram as polémicas, as corridas contra o tempo,  a pressão para tudo estar pronto a tempo e horas e, assim, contrariar a descrença de muitos que duvidavam do sucesso da exposição.

 

A Expo'98 mudou uma parte importante da cidade (que é, aliás, esta onde estamos) e ajudou o país a ver-se de outra forma, certamente mais optimista. Afinal, foi também a grande celebração do Portugal democrático e moderno, em contraponto com a Exposição do Mundo Português de 1940. Daí a sua grande importância política.

 

E quem se lembra do director de comunicação e porta-voz da Expo'98? Uma pista... foi jornalista durante 18 anos, assessor de imprensa de Pedro Santana Lopes, da campanha eleitoral de Mário Soares e hoje é director-geral de clientes da LPM. Como temos dois, e um deles é uma senhora (a Catarina Vasconcelos), torna-se fácil adivinhar.

 

Na mais recente edição da revista Festas&Eventos, num dossier sobre eventos políticos,  João Paulo Velez partilha o entusiasmo de ter acompanhado de perto a organização desta exposição emblemática, ainda que tenha perdido algumas noites de sono pelo caminho. Depois de sabermos que a calçada em frente da Gare do Oriente ficou pronta apenas dois dias antes da abertura, percebemos porquê...

 

 

Sandra Silva

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:17
Segunda-feira , 13 de Julho DE 2009

Sol, Vento e Água em Shangai



 

Portugal já tem logótipo para a sua participação na Expo 2010 Shangai, dedicada ao tema “Melhores Cidades, Maior Qualidade de Vida”. A marca, da autoria da Parque EXPO, é inspirada no encontro das duas culturas: na criativa forma de arte chinesa, bidimensional e planificada; e na originalidade dos desenhos da calçada portuguesa, única no mundo.


O resultado assenta num conceito de comunicação que remete simultaneamente para o tema da Exposição e para a identidade e história de Portugal, feita de muitas rotas: o Sol, o Vento e a Água, as formas de energia que em tempos possibilitaram uma expansão significativa dos horizontes e conhecimentos da civilização mundial e do povo português nas suas descobertas pelos Oceanos.


Pela singularidade e pela capacidade de afirmação da identidade nacional, pela posição geoestratégica como uma porta do Atlântico e pela importância que se pretende dar ao espaço público, o nosso Pavilhão constrói-se em redor do tema “Portugal, uma praça para o mundo”. Tem uma área de implantação de 2000m2, com uma localização privilegiada na Praça Europa e uma área exterior de 6.000m2 projectada para ser palco de espectáculos para cerca de 1.200 espectadores.

A Expo 2010 Shanghai, que ocupará uma área de 528 hectares ao longo das duas margens do rio Huangpu, decorre de 1 de Maio a 31 de Outubro de 2010. Trata-se do maior acontecimento internacional organizado pela China na primeira década do século XXI, depois dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008. São esperados 70 milhões de visitantes.


 
 

Ana Fonseca

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:36
Quinta-feira , 25 de Junho DE 2009

Allgarve e BESart unem Forças para mostrar cultura

Desta vez o destino é Portimão. Mais uma viagem pelo Allgarve cultural para ver com que Forças a arte chega a sul.

 

Concebida a partir da selecção de obras exclusivamente provenientes da colecção de fotografia BESart, Forças é uma exposição colectiva que pretende traduzir em sensações a força do Homem, da Natureza, do Bem e do Mal.

 

Esta é a primeira vez que a colecção é apresentada ao público fora de Lisboa. São 22 artistas nacionais e internacionais que revelam em imagens a regeneração após a destruição, a vida e a morte, o amor e o ódio, a luz e a sombra.


No Museu de Portimão e na Galeria do Teatro Tempo estão patentes as duas partes complementares de Forças – num espaço, a representação das forças geradoras, destrutivas e transformadoras; no outro, o espelho da performatividade e das forças dicotómicas.


Até 30 de Agosto, Allgarve e BESart unem Forças para mostrar cultura a quem visite esta cidade do barlavento algarvio.

 

Raquel Isidro 
 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:57
Terça-feira , 23 de Junho DE 2009

Uma mina culturALL

O cenário é peculiar. Mais de 200 metros abaixo do nível do mar, as minas de sal-gema de Loulé, recebem “Timeless Territories” - uma exposição, inserida no programa Allgarve, que, numa viagem a uma atmosfera singular, leva a cultura ao centro da terra. Lá em baixo não se vê raio de luz, mas esta aposta “Tão brilhante como o Sol” promete ser uma experiência única.


Nesta mostra exibem-se obras de autores estrangeiros e de um português, Vasco Araújo. As comissárias María de Coral e Lorena M. de Corral, apresentam obras que pretendem sublinhar as qualidades do espaço – a calma, a profundidade, o silêncio.


Esta é uma pitada de sal num programa de arte contemporânea que leva a todo o Algarve cerca de 160 obras de mais de 90 artistas. O Art Algarve, pelas mãos da sua coordenadora-geral Guta Moura Guedes, chegou à região no passado fim-de-semana.
 

Agora é rumar a sul… e descer até esta mina tão culturALL.
 

(E desta vez hei-de lá ir e sem ser através dos meus alertas!)


Raquel Isidro

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 10:48
Terça-feira , 12 de Maio DE 2009

Agosto em Lisboa

Para quem gosta de ficar em Lisboa no mês de Agosto, vem aí mais uma edição do Festival dos Oceanos, que promete muita animação! Conferências exposições, peças de teatro, animação de rua, concertos e muitas outras surpresas especialmente preparadas para esta sexta edição do festival . Estão reunidas todas as condições para um Verão diferente e animado, porque os  Oceanos vão “inundar” Lisboa de 1 a 15 de Agosto.


 

Isabel Carriço
 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 15:11

arquivo

subscrever feeds

tags