Quarta-feira , 23 de Setembro DE 2009

Happy Hour em Luanda

 

 
 

Por falar em happy… O conceito de “happy hour” é muito interessante. É um momento de descontracção, de bem-estar, de inspiração para o dia seguinte. Em Londres vemos colegas de gravatas soltas a partilharem piadas nos bares da cidade, em Madrid sobressaem executivos elegantes a beberem copos de vinho e a petiscarem. Em breve, também em Luanda esta “hora feliz” terá um novo significado.

Onde ainda há alguns anos o fim de tarde era sinal de recolher obrigatório – expressão assustadora, esta – hoje perspectiva-se que os executivos a trabalharem em Luanda possam desfrutar da modernidade e do glamour de uma grande cidade, que se desenvolve a cada dia. Na imagem vemos bonecos, mas em 2013 serão pessoas reais a conviverem no terraço do 19.º andar do Sky Business, uma das quatro torres que vão compor o mais moderno complexo de escritórios e habitação em Luanda, o Sky Center, promovido pelo Grupo ESCOM. A primeira já está de pé, foi inaugurada ontem e é a mais alta da cidade.

Já agora, deixamos a dica a quem de direito: o terraço do 3.º andar do edifício Lisboa Oriente está vazio e é muito espaçoso. Só uns pufs, um minibar, um DJ de chillout, quem sabe…
 

 

Ana Martins

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 19:38
Terça-feira , 01 de Setembro DE 2009

O mais alto de Luanda

O Radar Angola voltou hoje de férias de cara lavada e trouxe-nos uma grande notícia. Mesmo grande. A mais alta de Luanda, até! Tem 24 andares, 102 metros de altura e situa-se no centro da capital angolana, no bairro do Kinaxixi. É o edifício ESCOM, uma construção destinada a escritórios, comércio e habitação, com inauguração marcada para final de Setembro. No edifício vão trabalhar, diariamente, mais de 1500 pessoas.

Todas as semanas vemos nascer símbolos do desenvolvimento de Angola, e em diversas áreas da Economia e da Sociedade, mas este candidata-se a ser também o novo ícone da cidade de Luanda. A foto é da vista nocturna, para nos inspirar neste final de tarde.

 

 

 




 

Ana Martins

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:10

arquivo

subscrever feeds

tags