Sexta-feira , 29 de Janeiro DE 2010
Sexta-feira , 17 de Julho DE 2009

É já amanhã, no dia UNITEL da Feira Internacional de Luanda

Quem for amanhã ao stand da UNITEL na FILDA vai poder conhecer de perto os Palancas Negras e ouvir o Paul G. A Selecção Angolana de Futebol e o cantor vão estar por lá, a partir das 16h30, no âmbito da celebração do Dia UNITEL. As actividades e momentos culturais começam com um Torneio de Futebol em vídeo-jogo, com a participação dos Palancas, a anteceder a actuação do cantor de hip hop. Outro dos momentos mais esperados acontece às 18h45, com o espectáculo da cantora Pérola, seguido do sorteio de dois telemóveis.

Já no dia de abertura da Feira, a UNITEL tinha presenteado os visitantes com a actuação musical da cantora angolana Ary. Foi também nessa altura que a maior operadora de telecomunicações móveis de Angola fez a demonstração de quatro novos serviços, a lançar comercialmente em breve, entre eles o “Mobile TV”, que possibilita o acesso a conteúdos da programação da TPA e da TV Zimbo.

O nosso colega Henrique Ribeiro esteve lá, e disse que a imagem no telemóvel era melhor do que na televisão lá do escritório! UNITEL a marcar pontos!


 

Ana Martins

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 16:52

Pronto, vá, esta jovem também…



Ana Martins

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 15:26

E ver e ouvir este jovem a cantar?



Ana Martins

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 15:23

Quem quer ir jogar à bola com os Palancas Negras?



 

Ana Martins

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 15:14
Terça-feira , 23 de Junho DE 2009

O que têm de tão bom as lojas da Unitel?

 

Ao andar pelas ruas de Luanda, dificilmente resisto a entrar numa loja da Unitel. Não é pelas promoções mega atraentes, ou pela variedade de telemóveis à escolha. Também não é pela progressiva qualidade de acesso à rede da maior operadora de telecomunicações móveis de Angola. Não é pela modernidade do espaço, nem tão pouco pela simpatia e o profissionalismo de quem nos está a atender.


É mesmo porque lá dentro está sempre fresquinho! E, desde ontem, já temos mais um “ponto de refresco”, ali no Bairro Neves Bendinha – Bairro Popular, que eleva para 16 o número de lojas Unitel na província de Luanda. Com tanto calor, não admira que já tenham mais de cinco milhões de clientes…
 



 


Ana Martins

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 15:17
Segunda-feira , 25 de Maio DE 2009

MAIS longe III

Sempre inspirada está a maior operadora de telecomunicações móveis em Angola. A Unitel alcançou recentemente cinco milhões de clientes. São cinco milhões de conquistas em Angola, num espaço de oito anos de actividade. Cada vez mais “próxima do próximo”, a Unitel decidiu partilhar o momento com os angolanos e celebrar este marco histórico, bem como o seu oitavo aniversário, com um mega festival de música na Cidadela de Luanda. Nós e a RTP também lá estivemos. Parabéns, Unitel!

 





 

 Ana Martins

 

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 18:01
Quarta-feira , 22 de Abril DE 2009

Não tem maka

Não tem maka

 

Todos os dias temos problemas. Aparecem, multiplicam-se à medida que o dia vai envelhecendo, ou acordam-nos como um despertador estridente que queremos desligar. Reproduzimos a equação vezes sem conta na nossa cabeça, estrebuchamos, complicamos, implicamos… É o dia, é a hora, é o tempo, é a resposta, é a falta dela, é o espaço, é a palavra, é a crise, ai…


Senhora, não tem maka.
Como?
Calma. Não tem maka. Estamos juntos!


Em Angola, maka (sinónimo de “problema”) tem outro sentido, um pouco distante de todos aqueles. Os tempos fazem-se de outros ritmos, os despertadores cantam mais cedo e os dias não envelhecem. Mantêm-se o calor, a música e os sorrisos. É que, por ali, os problemas são outros. Todos aqueles que restam depois de décadas de conflito ou após uma noite tempestuosa de chuvas intensas. Problemas que são sérios, mas nem por isso castradores de uma vontade imensa de refazer, de recuperar, de reconstruir.
Mãos à obra! São muitas, já marcadas pela edificação de um país novo e em amplo crescimento, mas outras que vierem parecem ser bem-vindas, e o contributo das organizações é recebido pela porta dianteira. A Cidadania Empresarial e a Responsabilidade Social Empresarial ganham aqui todo o sentido. As vertentes económica, ambiental e social anseiam pela atenção das empresas, que começam a despertar para a importância de contribuir para o desenvolvimento do país e para a melhoria das condições de vida da comunidade. A Unitel, operadora de telecomunicações móveis líder em Angola, já arregaçou as mangas e juntou às várias iniciativas de solidariedade social, que tem vindo a promover, acções de carácter ambiental que envolvem a participação dos próprios colaboradores. Na foto, tirada no mês passado, um desses colaboradores ajuda Helena, habitante da cidade do Namibe, a plantar uma árvore naquele município.

Sem maka, só a ajudar a resolver os problemas.


Ana Martins

publicado por Lugares Mesmo Comuns às 16:51

arquivo

subscrever feeds

tags